...
webber webber webber
“Lembro que não faz muito tempo, eu ainda corria pelas ruas, rindo por tudo, rindo por nada, rindo apenas. Tinha uma vida e uma avenida inteira pela frente. Eu era livre para ser livre. Não tinha muros para me impedir. Não existiam grades para me prender. Não havia mãos para me segurar. Nem um amor para me desviar do caminho.”
Eu me chamo Antônio. (via recontador)
“Posso morar num abraço seu?”
12:48. (via teleportear)
“Soltei o mundo pra segurar sua mão.”
Caio Fernando Abreu.   (via alentador)
“Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existe no mundo. Maior que todos os ventos contrários. É maior porque é do bem. E nisso sim, acredito até o fim.”
Caio Fernando Abreu. (via expectationoflife)
“Para criar inimigos não é necessário declarar guerra, basta dizer o que pensa.”
Martin Luther King.   (via expectationoflife)
“O medo mora perto das ideias loucas…”
Danni Carlos.   (via expectationoflife)
“Está morto: podemos elogiá-lo à vontade.”
Machado de Assis.  (via romanteios)
“Gosto quando se entrega pra mim. Quando demonstra que esta feliz por estar comigo, quando ri de qualquer coisinha besta que eu digo. Sei lá, isso me faz bem. Me faz pensar que você gosta dessa coisa de estar junto, e que nada mais te importa quando somos só você e eu.”
Tati Bernardi.   (via alentador)
“Posso viver sem a grande maioria das pessoas. Elas não me completam, me esvaziam.”
Charles Bukowski.    (via romanteios)
“Eu erro. Perco a paciência e me estresso facilmente. Choro por besteira e dou risada do nada.”
Clarice Lispector.   (via alentador)
“Exatamente assim. Pesada, sufocada. Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros… quero parar de me doar e começar a receber. Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre virgulas, aspas, reticências… eu vou gostando… eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos… e vou… dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar.”
Caio Fernando Abreu. (via abominou)
“Mas ficou tudo fora de lugar. Café sem açúcar, dança sem par.”
Cazuza. (via recontador)